domingo, dezembro 03, 2006

Um desafio à Blogosfera Liberal

Todos nós, uns mais liberais que outros, consideramos que o Estado está sobremaneira presente na nossa vida. Que chamou a si demasiadas funções. E se algumas até gostaríamos de lhe ter delegado (se tivessemos sido chamados a tal) outras nem em pesadelos o teríamos feito...

Assim sendo, a minha proposta é de que, com seriedade, todos os blogs que consideram dever o Estado reduzir o seu peso na economia e na sociedade, passem a explicar:
- que organismos, funções, responsabilidades, etc, deve o estado deixar, libertando a sociedade e a economia do seu peso, devolvendo aos cidadãos, às empresas e a múltiplas outras formas de organização privada, a solução.

possíveis exemplos, em "mil outros":
- Ministério da Educação? alternativa?
- Ministério da Economia? alternativa?
- Ministério da Cultura? alternativa?
- ICEP? alternativa?
- ...

5 comentários:

Helder disse...

Caro Ricardo,

Ministério da Educação? alternativa?

Desaparecer

- Ministério da Economia? alternativa?

Desaparecer rapidamente

- Ministério da Cultura? alternativa?

Desaparecer ontem

- ICEP? alternativa?

Desaparecer a semana passada

Nenhum destes Ministérios (entre outros) faz falta numa sociedade livre. O Min da Cultura é um resquício totalitário, o Min da Economia serve para distribuir benesses e favores (aliás é um dos Ministérios mais recentes), idem para o ICEP. Só o Min da Educação necessitaria uma fase de transição. A sociedade seja ela qual for, passa bem sem donos, regulada pela Lei. Não há que ter medo de deixar de receber ordens nem devemos confundir Estado com estado. São duas coisas diferentes.

ricardo disse...

caro Helder,

Concordo. No entanto o desafio (tentarei contribuir brevemente com o exemplo do Ministério da Educação, sugerindo o que deveria ser feito, como fazer (porque tem lá pessoas, e são dezenas de milhar), consequências, etc).

A generalidade das pessoas dá como garantido o "sistema" existente e desvaloriza (coisa de "doidos") estas ideias, que consideram irrealizáveis, pelo que creio valer a pena o exercício.

Obrigado por ter dado o seu (primeiro, espero) contributo.

AA disse...

Reproduzo comentário no AADF:

Caro Ricardo,

O Estado deve devolver todas as funções económicas e sociais à iniciativa privada, e não deve criar "alternativas". Isto implica a extinção de (por exemplo) os Ministérios da Educação, Economia, Cultura, e do ICEP. Para os mínimos legítimos, uns Gabinetes seriam o suficiente.

Anónimo disse...

contudo, apoio quem defender o regresso do ministério da igualdade...

Ricardo disse...

para o que pagamos de impostos, cada português devia ter o seu próprio ministério, agência, etc e tal (já esteve mais longe!)

eu apoiava um ministério do lazer, mas só se fosse gerido por mim...