quarta-feira, novembro 08, 2006

O síndrome de ser rico

Porque é que em Portugal se tem vergonha de ser rico?

Porque é que em Portugal “vende” atacar os ricos?

Em muitos países, quem é rico tem orgulho nisso mesmo e quem não é aspira a ser. Em Portugal parece que é suposto ter-se vergonha por se ser rico e quem não é só tem que invejar os que são (que, aliás, só são porque “deram algum golpe…”).

Um amigo meu tinha uma forma perfeita de descrever esta preciosidade da nossa maneira de ser:
Nos EUA quando o porteiro vê o patrão a sair num Porsche pensa: “Ainda hei-de ter um igual a esse”.
Já em Portugal, o mesmo porteiro susurra entre dentes: “Ainda te hás-de espetar contra uma árvore, grande sacana!..”

2 comentários:

Alek disse...

A diferença de mentalidade talvez se deva às distinções entre os países. Nos EUA, o sucesso é considerado algo extremamente individual logo, se alguém não é bem-sucedido é visto como incompetente. Já em Portugal (assim como na Alemanha, também, creio que na Europa toda) o insucesso é conseqüência da situação política, do governo, da sociedade. Daí a revolta do porteiro..rs...
Longe de mim querer dizer qual dos dois é o correto. Mas sinto que a visão americana não é absolutamente correta.
Abraços!

Joao disse...

Cara Alek,
Por cá o síndrome é mt pior que na Alemanha. Muitos anos de Salazarismo a pregar as virtudes do "pobres mas donos de nós próprios" ajudaram concerteza.
Eu acho que tem mais a ver com um baixo grau de exigência (generalizado por cá) donde resulta a inveja de muitos menos bem sucedidos em relação aos poucos bem sucedidos.
E claro, o facto de termos metade da populaça a trabalhar para o Estado tb ajuda: emprego certo mas não dá para ficar rico.
Cumpmtos e volte sempre.